Postado em 02 de Janeiro às 14h47

Eventos presenciais em 2020: Linha do tempo sobre os acontecimentos que marcaram o ano para este setor em Santa Catarina.

No mês de março de 2020 fomos surpreendidos com uma notícia de que um vírus altamente contagioso estava entre nós e que para nos protegermos deveríamos ficar dentro de casa, inicialmente era para ser poucos dias e depois esse tempo foi aumentando, alguns setores da economia foram retornando suas atividades, muitos hábitos da população mudaram nesse período, principalmente o que diz respeito ao uso do digital e para muitos a vida voltou com algumas adaptações mas muito perto do normal, os números de mortes cada vez aumentando e virando nomes de familiares e amigos.

Depois de 8 meses foram realizadas as eleições, o que podemos classificar como um grande evento nacional, paralelo a isso muita clandestinidade de aglomerações e um país polarizado entre ficar em casa e sair normalmente.

Passado 9 meses o setor de eventos pediu falência!

Não existia mais a possibilidade de esperar, afinal tudo isso estava acontecendo e um setor parado há tanto tempo não podendo ter uma perspectiva de realizar um evento ou sempre com uma insegurança de alteração a cada semana de cor do mapa conforme medição da gravidade de contágio o que determinava realizar ou não os eventos presenciais.

Esses relatos contemplam o Brasil, mas posso falar com propriedade sobre o estado de Santa Catarina. Ao findar novembro o setor se uniu definitivamente com o entendimento que somos um setor que cumpri leis, que sempre cuidou da vida de pessoas através de várias ações preventivas, que não trabalha sem um alvará, enfim, que efetivamente somos profissionais.

É correto dizer que as entidades representativas do setor já estavam em contato com o governo do estado, já haviam apresentado propostas de retomada gradativa e sempre comprovando que nossos eventos são tão seguros como estar em um supermercado ou shopping, mas não estávamos sendo ouvidos, foi então que resolvemos ir para as ruas, fazer manifestações e mostrar toda essa nossa situação que não se sustentava mais.

Um marco aconteceu quando o governador do estado de Santa Catarina foi fazer uma inauguração do centro de inovação em Joaçaba e colegas foram até lá mostrar nossa bandeira enquanto profissionais de todo estado comentavam na transmissão ao vivo, o governador nos respondeu durante seu discurso dizendo que não impediu ninguém de trabalhar, com essa declaração a nossa luta não parou, em diversas regiões do estado aconteceram manifestações e muitas estavam programadas e que não chegaram a acontecer, fora toda ação das entidades junto ao governo com documentos coerentes e oficiais.

Após a união de várias forças, assembleia e alguns políticos também defendendo com propriedade a nossa retomada conseguimos a liberação. Este acontecimento foi na metade do mês de dezembro, quando antes mesmo de ser publicado o decreto, o Ministério Público contestou a decisão do governador dizendo que não fazia sentido o número de casos e contaminações subindo e esse setor dito como aglomerador estar retomando. Aqui cabe um parênteses para dizer que foi muito triste esse posicionamento, pois é apenas um lado da moeda, é o mesmo que generalizar eventos e é nesse assunto que quero entrar agora:

Sabemos que eventos são todos os momentos únicos com as pessoas convidadas para estarem naquele determinado horário e local, o que torna a descrição de eventos muito ampla, no entanto, existem segmentos como eventos sociais, corporativos, técnico científicos, esportivos, culturais e assim por diante.

E assim é o profissional e as empresas que atuam no mercado de eventos, sendo generalista ou especialista. A Maria Rosa Eventos é especialista em eventos corporativos, por exemplo.

Com certeza o crescimento dos eventos online foi um ganho riquíssimo para a humanidade, a grande questão é que a maioria dos profissionais que atuam em eventos presenciais não são os mesmos que oferecem a estrutura para o online.

E retomando a nossa trajetória estadual: Então, o governador de Santa Catarina, o excelentíssimo senhor Carlos Moisés recorreu judicialmente e novamente foi acatado o que o Ministério Público havia sugerido.

Por fim, através de um terceiro recurso, o que esperamos sinceramente que tenha acabado aqui, o desembargador, o excelentíssimo senhor Raulino Jacó Bruning cassou a decisão que suspendia o que o Ministério Público havia alegado e finalmente temos nosso direito de trabalhar, essa notícia veio já nos últimos dias de 2020.

Grande ano, grande momento, podemos afirmar que foi um ano perdido para realização de eventos presenciais, mas em contra partida permitiu que muitas empresas pudessem ressignificar muitos processos, muitas formas de oferecer seus produtos, e tantas mudanças que antes na correria do dia a dia não era permitido e oportuno.

Aqui na Maria Rosa Eventos não foi diferente, foi muito estudo, muitas lives, muitas reuniões virtuais e agora retornaremos com novidades significativas que vão beneficiar nossos clientes de Imbituba e região.

Que janeiro de 2021 nos traga a alegria do trabalho diante de tantas notícias desoladoras e que vários projetos maravilhosos se realizem. 

Veja também

é diferente... MESTRE DE CERIMÔNIAS/CERIMONIALISTA16/04/20 MESTRE DE CERIMÔNIAS É a pessoa que conduz o evento fazendo a leitura do protocolo podendo ser formal ou informal! Esse profissional pode ser a pessoa que escreveu o próprio documento ou na maioria das vezes já recebe o protocolo pronto da organização, cerimonialista ou assessoria de imprensa, que precisa estar coerente com todo propósito do......
Notícia do dia!10/08/20 Então, nossa notícia do dia! Se você acha que EXISTE ATALHO para organizar um evento, ledo engano. Assim como não existem atalhos no seu negócio com eventos é igual. Existe MÉTODO e TRABALHO......
Personalização21/09/20 PERSONALIZAÇÃO É o ato ou efeito de personalizar, de tornar individual. Personalização é o contrário de: generalização, massificação. Geralmente as empresas gostam de......

Voltar para Blog